Televisando 2018 premia vencedores do concurso cultural

Publicado: 23/10/2018

O destaque deste ano foi a professora Franciane Lopes, da Escola Gonçalo Gutierres, que venceu na categoria ‘Prática Pedagógica’ a nível estadual

O Televisando, projeto de mídia e educação da RPC e do Instituto GRPCOM, promovido em Cianorte em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Cultura, divulgou nessa terça-feira (23), os vencedores do concurso cultural deste ano. Da Capital do Vestuário, foram premiados os trabalhos dos alunos Ana Maria Bergamasco e Pedro Henrique Sales, das Escolas Municipais Castro Alves e Ovídio Luiz Franzoni, respectivamente; e a professora Franciane Lopes Favoretto Teruel, da Escola Municipal Gonçalo Moreno Gutierres, pela categoria ‘Prática Pedagógica’.

O assunto desta edição, que comemorou os dez anos da iniciativa, foi “Ética – Vamos juntos fazer um mundo melhor?”, que incentivou professores, alunos e comunidade em geral a refletirem sobre conduta, valores e princípios que regem a sociedade. Mais de mil profissionais da educação participaram com suas turmas, ultrapassando a marca dos 35 mil trabalhos apresentados. “As escolas de Cianorte, novamente, participaram em peso e obtiveram destaque, à exemplo dos anos anteriores”, anunciou a responsável pelo projeto na região noroeste, Luciane Travain.

A premiação da professora na categoria ‘Prática Pedagógica’ foi surpresa. Antes do início da exibição do filme “Pé pequeno”, proporcionada pela Prefeitura a todos os alunos da Rede Municipal em comemoração ao Dia das Crianças, a plateia foi surpreendida pelo anúncio de que o trabalho desenvolvido por Franciane em sala de aula, utilizando a TV como recurso pedagógico para abordar a temática, havia sido eleito um dos dez melhores do estado. Ela recebeu um aparelho televisor de 40 polegadas, troféu e certificado.

“Durante dois meses trabalhei com questões como cidadania, meio-ambiente, respeito às diferenças e a democracia, que foi o assunto pelo qual os alunos mais se interessaram e, por isso, o aprofundei. Foram feitas visitas ao Paço Municipal e à Câmara, para que eles entendessem melhor o processo eleitoral, aproveitando o ano em que estamos, e inúmeras dinâmicas e atividades em sala - até uma eleição fictícia com os candidatos da turminha nós fizemos“, relatou a professora Franciane, que leciona para o 2º ano. “O projeto terminou em julho, mas as lições permaneceram na mente dos pequenos até hoje”, conclui satisfeita.

Entre os estudantes de todas as escolas municipais, a aluna Ana Maria Bergamasco, de dez anos, foi quem se destacou pela melhor “História em quadrinhos”. Com o apoio da professora Edileuza de Souza Reis, a pequena demonstrou em seu trabalho uma situação em que um indivíduo ao encontrar um estojo com remédios e chaves o devolve ao seu dono. “A ideia surgiu dos vídeos apresentados na sala de informática. Pretendi demonstrar que o certo é ser justo e devolver tudo que é dos outros”, contou a estudante.

O estudante Pedro Henrique Sales, por sua vez, sob a orientação da professora Juliana de Souza Rocha Paulucci, foi o campeão na categoria ‘ilustração’. No seu desenho, ele demonstrou uma situação parecida, em que o personagem encontra um celular e o devolve ao dono. “As lições aprendidas pelos alunos no decorrer do projeto são e serão muito importantes para a formação acadêmica e pessoal de cada um. Estamos felizes por termos apoiado o projeto e satisfeitos pelos resultados que já tem proporcionado”, disse a diretora da Secretaria de Educação, Zilda de Assis.

Na ocasião, uma placa ainda foi entregue à Secretaria de Educação pela parceria com o projeto durante os últimos dez anos. A homenagem foi recebida pela diretora acompanhada da coordenadora educacional e pedagógica da Formação Continuada e projetos, Solange Barrin.

Fonte: Assessoria de Comunicação