Solenidade marca início do ano letivo para professores e educadores municipais

Publicado: 04/02/2020

Em Cianorte, com a volta às aulas marcada para esta terça-feira (04) nos CMEIS e quarta-feira (05) nas escolas, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, promoveu, na tarde dessa segunda-feira (03), a solenidade de boas-vindas aos seus mais de 800 professores e educadores infantis. A ocasião teve início com uma apresentação musical do Projeto CIARTE – iniciativa da pasta que oferece aulas gratuitas em diversas expressões artísticas e culturais – e com votos de sucesso aos profissionais.

“Existem missões que são extremamente sublimes nesta vida. Algumas imitam a nobreza do amor de Deus: que é o caso dos professores e educadores que, recorrentemente, também são, no exercício da profissão, pais, amigos, protetores, orientadores, confidentes e muitos outros sinônimos de apoio para nossas crianças. Por isso, no início de mais um ano letivo que, com certeza, será de muitos desafios e conquistas, prestamos nosso respeito, gratidão e desejo de um bom trabalho a todos”, destacou o prefeito Bongiorno.

Neste sentido, também se expressaram o vice-prefeito Beto Nabhan; o presidente da Câmara Municipal, Silvio do Pátio, acompanhado pelos vereadores Dadá e Victor Hugo Davanço; o secretário municipal de Administração e representante do deputado estadual Jonas Guimarães, Eliab Vieira Moreno; a assessora do deputado federal Zeca Dirceu, Suzy Cardoso; e o chefe do Núcleo Regional de Educação, Emerson Tolentino Matos.

Já a presidente do Conselho Municipal de Educação, Melissa Santana Nestorio Pizani, emocionou o público com uma mensagem motivacional e a secretária municipal de Educação e Cultura, Maria Neuza Casassa, acompanhada pela diretora, Zilda de Assis, e das assessoras educacionais Valquíria Charles (Educação Infantil) e Juliana Turetti Romeiro Peruci (Ensino Fundamental), apresentou uma prestação de contas das realizações da pasta desde 2013.

A ocasião também contou com uma homenagem às ex-diretoras, que deixaram o cargo ao final de 2019, pelo trabalho realizado junto à rede. Em seguida, houve uma palestra sobre “Alimentação e TDAH, autismo e obesidade infantil”, ministrada pelo professor, farmacêutico bioquímico e mestre em Ciência da Saúde e Ciência dos Materiais, bem como especialista em Ortomolecular e Gestão de Saúde, Luiz Fernando Moreira.

“Não é papel do professor ou educador diagnosticar. Mas é incontestável a sua importância para o diagnóstico. Isto porque, são eles que passam horas, diariamente, com as crianças e podem reconhecer os sinais em sala de aula, seja do TDAH, do autismo ou obesidade, investigar dentro das suas competências e passar informações de extremo valor aos responsáveis e profissionais da saúde. Por isso, é de grande relevância trabalharmos este tema”, frisou o palestrante.

Fonte: Assessoria de Comunicação (Débora Fuzimoto)