Construção civil cresce mais de 40% no primeiro quadrimestre em Cianorte

Publicado: 04/05/2018

Neste ano, foram quase 45 mil metros quadrados de edificações aprovadas no município

Contrariando a situação nacional de desaceleração econômica, o setor da construção civil em Cianorte cresceu, só nos quatro primeiros meses de 2018, aproximadamente 40% em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com os registros da Divisão de Cadastro Técnico da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, este ano, a Prefeitura aprovou 260 projetos de obras, nas modalidades “Construção” e “Casa Fácil”, que totalizaram quase 45 mil metros quadrados de edificação. Além disso, a administração municipal emitiu, no mesmo período, 171 certificados de Habite-se, atestando a devida conclusão da obra e autorizando o início efetivo de sua utilização.

O avanço aconteceu em todas as regiões da cidade que, por meio de investimentos públicos e particulares, apresentou esta expansão urbana, garantindo assim, emprego e renda, bem como proporcionando aos cianortenses mais infraestrutura e conforto, seja nos lares, nos estabelecimentos ou em repartições governamentais. “O aumento de quase 50% é muito significativo, e demonstra que estamos no caminho certo. A construção civil está de parabéns, pois crescer, em tempo de retração nacional, é um privilégio resultante de muito trabalho”, destacou o prefeito Bongiorno. “Investimos no aprimoramento dos serviços prestados à população, assim como na qualificação dos servidores que os executam, para agilizar os processos”, comentou.

Os números comprovam a expansão urbana da Capital do Vestuário e a credibilidade por parte da população e investidores nas potencialidades do município. Logo no primeiro mês de 2018, foram 47 projetos aprovados, contra 40 em 2017. Em fevereiro, a diferença foi ainda maior, com 53 novas edificações, contra 31 no mesmo período do ano passado. Em março, com 81 obras aprovadas, o crescimento atingiu um dos maiores patamares dos últimos anos, chegando à 58% em relação ao mesmo período de 2017. Fechando o quadrimestre, em abril, foram mais 79 projetos, contra 63 no ano passado.

“A estabilidade de um lar é o sonho de toda família, e se torna um fator determinante para a qualidade de vida. A administração municipal tem como prioridade proporcionar meios para que os menos favorecidos tenham condições de adquirir, com dignidade, suas casas próprias”, ressaltou o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, Nelson Magron Júnior. “Foram muitos avanços, e ampliamos os programas Teto Solidário e Melhoria de Residências, conseguindo assim ajudar as famílias atendidas a realizarem seus sonhos”, pontou o secretário.

Fonte: Assessoria de Comunicação