Com ‘Dia D’, 63% do público alvo está vacinado contra a Gripe em Cianorte

Publicado: 14/05/2018

Campanha de Vacinação continua nas Unidades Básicas de Saúde até 1º de junho

O movimento foi intenso nas Unidades Básicas de Saúde de Cianorte, São Lourenço e Vidigal no último sábado (12). Isto porque, milhares de pessoas compareceram aos locais para se imunizar contra a Gripe no Dia de D de Vacinação, promovido pela Secretaria Municipal de Saúde. Com a mobilização, que contou com a presença do personagem Zé Gotinha, mais de 15 mil pessoas foram imunizadas desde que a campanha teve início, em 23 de abril.

O número corresponde a 63% do público estimado que deve receber a dose no município, sendo que a meta é atingir 90%. As que mais procuraram pelo serviço foram as puérperas, com 86,3% do da meta alcançada. Elas são seguidas pelos idosos, com 72,9%; trabalhadores da saúde 65%; professores – ensino básico e superior, com 59,9%; gestantes com 55,2%; e crianças com 45,5%. Para os portadores de doenças crônicas não existe meta estabelecida. Toda a comunidade prisional do município será imunizada nesta semana. 

“Estamos satisfeitos com o resultado obtido até o momento. Entretanto, ainda pretendemos aplicar outras seis mil doses até o final da campanha, que vai até 1º de junho”, comenta a secretária municipal de Saúde, Michely Viguiato Pricinotto. O serviço é ofertado a crianças de seis meses às menores de cinco anos, pessoas com mais de 60 anos, gestantes, mães que estejam em até 45 dias pós-parto (puérperas) e portadores de doenças crônicas (mediante apresentação de atestado e solicitação da vacina por prescrição médica).

“Para receber a vacina, lembramos aos adultos que é necessário apresentar os devidos documentos, como a identidade e a carteirinha de gestante. Também é essencial que não esqueçam a caderneta de vacinação das crianças”, alertou a chefe da Divisão de Prevenção em Saúde, Heloisa Dantas. A dose é gratuita e protege contra três subtipos da doença, sendo a H1N1, conhecida popularmente como Gripe A; a H3N2 e a influenza B.

Fonte: Assessoria de Comunicação