Cianorte recebe mais de cinco mil cartões do Programa Comida Boa

Publicado: 11/05/2020

O benefício é de R$ 50,00 que, em princípio, terá duração de três meses

Na tarde da última quinta-feira (07), o prefeito Bongiorno recebeu 5.266 cartões do Programa Comida Boa, que faz parte do auxílio emergencial do Governo do Estado, aprovado pela Assembleia Legislativa do Paraná. A Lei nº 20.172 permite aos beneficiários a compra de alimentos em comércios credenciados. A entrega aconteceu na sede do Escritório Regional da Secretaria da Justiça, Trabalho e Família (SEJUF).

O Programa Comida Boa visa atender pessoas físicas em situação de vulnerabilidade, em decorrência do coronavírus (COVID-19). O cartão é direcionado às famílias que fazem parte do Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal, microempreendedores individuais, contribuintes individuais do Regime Geral da Previdência Social (RGPS) e trabalhadores informais de qualquer natureza. Cada cartão tem o valor de R$ 50,00 que, em princípio, terá duração de três meses. O Cartão Comida Boa é um voucher com Código QR impresso, vinculado ao Cadastro de Pessoa Física (CPF) do beneficiário.

Para ter direito ao cartão é preciso ser maior de 18 anos (com exceção de mães adolescentes), e ter renda familiar mensal per capita, não superior a meio salário-mínimo e renda familiar que não passe de três salários-mínimos (R$ 3.135,00). Os beneficiários inscritos no CadÚnico precisam apenas apresentar documento com foto e CPF, no local indicado pelo município para a retirada do cartão. Para otimizar o atendimento, o beneficiário pode fazer uma consulta de pré-cadastro no site (http://www.cartaocomidaboa.pr.gov.br/). Ao acessar o portal, o interessado deve clicar na opção “Informações para os Cidadãos – Consulta CPF Beneficiário”, e entrar com os dados do CPF.

A entrega foi feita pela chefe da SEJUF, Adriana Maria Barrozo de Macedo Águila, acompanhada pelo chefe do escritório regional da Seab, Francisco Cascardo Neto . “Essa é uma iniciativa do governador Ratinho Junior, que contou com apoio dos deputados, e irá beneficiar milhares de pessoas em nosso estado nessa luta contra o coronavírus”, destacou a chefe da SEJUF.

“As entregas ocorrerão nos próximos dias. O município conta atualmente com 7.084 famílias com cadastros no CadÚnico, e destas, 4.388 famílias são elegíveis para receber o auxílio emergencial e 878 de baixa renda não cadastradas, totalizando 5.266 famílias que serão beneficiadas pelo Programa”, explicou a secretária municipal de Assistência Social, Marlene Bataglia.

“É de fundamental importância esse auxílio, para que as famílias que farão uso desse cartão tenham condições de passar por esse momento difícil com mais dignidade. Contamos, até o momento, com oito estabelecimentos que comercializam alimentos, cadastrados no programa. Aqueles que ainda quiserem, podem se cadastrar. Nós adquirimos recentemente 5.000 cestas básicas que já estão sendo distribuídas para atender a população que mais precisa”, afirmou o prefeito Bongiorno.

O credenciamento dos estabelecimentos deve ser feito por meio do aplicativo SeuVale Empresas, que pode ser baixado gratuitamente na loja de aplicativos.  Depois de baixar o app, a empresa interessada deverá seguir os sete passos detalhados no manual para criar a conta. O documento explicativo encontra-se disponível no site (http://www.ampr.org.br/arquivos/File/COMIDA_BOAcomocadastrarasempras.pdf).

A entrega foi acompanhada pelo assessor especial da Casa Civil, Sergio Pereira Junior; pela chefe da 13ª Regional de Saúde, Adriana Batista Guimarães; pelo chefe do Núcleo Regional de Educação, Emerson Tolentino de Matos; pelo chefe da 26ª Ciretran, Maucir Marcuz; pelo chefe da Divisão de Patrimônio, Reginaldo Epifânio; e pelo chefe do Instituto Ambiental do Paraná (IAP),  Aldemir Gazolla.

As demais famílias que não possuam inscrição no CadÚnico, e se enquadre nos mesmos critérios, deverão comparecer na sede do CRAS I, localizada na Praça Olímpica Marcos Danilo Padilha, 236; ou no CRAS II, Rua Capixingui, 75, no Cianortinho. O atendimento é de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h. Os beneficiários deverão obrigatoriamente fornecer documento oficial de identificação com foto e CPF, e assinar uma autodeclaração.

Fonte: Assessoria de Comunicação