Aumenta o número de pedidos de corte de árvores em Cianorte

Publicado: 10/04/2018

Do início do ano até agora foram mais de 310 protocolos, quase a metade do que foi solicitado durante todo o ano anterior

O número de pedidos solicitando o corte de árvores na área urbana de Cianorte aumentou em 2018. Somente nos três primeiros meses do ano, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) já recebeu mais de 310 deles. A quantidade corresponde a 47% do que foi contabilizado em todo o ano anterior, em que foram 660.

Para o secretário da pasta e presidente do Conselho de Meio Ambiente (Comma), Guilherme Comar Schulz, o dado é preocupante. “Por conta desse aumento expressivo, temos tido muito cuidado ao atender as demandas, sempre seguindo padrões rigorosos e visando, sobretudo, o cuidado com a natureza”, enfatiza.

A análise técnica dos cortes das árvores no município são realizadas por membros do Comma, que observam os critérios estabelecidos pelo artigo 12 da Lei Municipal 1.277/90, como a situação das estruturas - se estão secas, ocas ou podres -, se a base está podre, se ela ameaça cair, se está localizada incorretamente na entrada de veículos ou fora do alinhamento permitido, se está infestada de pragas ou doenças, se for considerada irrecuperável ou se não é recomendada para a arborização urbana – como as frutíferas. Após a vistoria, a solicitação é aceita ou não.

“Os pedidos indeferidos são encaminhados para a realização de podas, quando necessário, ou arquivados. Já os protocolos deferidos são repassados para a equipe de corte, que atende as demandas conforme ordem de chegada ou urgência”, explica o secretário.

“Importante ressaltar que em caso de corte, o requerente assina um termo em que se compromete, dentro do prazo de 90 dias, a realizar o replantio”, relembra Guilherme. Mudas de espécies nativas – Alecrim, Chorão, Canela, Ipê branco, Amarelo, Roxo, Americana e Quaresmeira – são doadas pela Secretaria de Meio Ambiente para substituírem os exemplares retirados.

Fonte: Assessoria de Comunicação